Volkswagen Amarok.

Saindo um pouco do clima da Formula 1, hoje a noite na Rede Globo de televisão será exibido o primeiro comercial da Volkswagen Amarok  e q você vê aqui no BlogCarBR:

Anúncios

Sebastian Vettel – 30/05/10.

Vettel nega mal-estar na Red Bull após batida com Webber

Istambul (Turquia)

Na primeira declaração após a batida com Mark Webber no GP da Turquia, Sebastian Vettel foi mais ameno do que na pista, quando chamou o companheiro de louco. O alemão negou culpa no toque entre os dois carros, mas disse que não haverá problema na Red Bull pelo que ocorreu neste domingo.

“Obviamente, acho que, se você olhar as imagens, ficará claro que eu estava por dentro. Eu estava na frente e meu único foco era o ponto de frenagem (na curva). Pode ver que ele (Webber) tocou minha traseira direita e eu saí da pista”, disse Vettel, sobre o momento em que ocorreu o toque.

“Não há briga. Isso são coisas que acontecem. Nós não precisamos disso, mas agora não há o que fazer”, acrescentou o insatisfeito alemão, que não quis conceder entrevistas em um primeiro momento, mas logo em seguida voltou para os boxes um pouco mais calmo.

O acidente na volta 40 foi menos prejudicial a Webber, que conseguiu retornar à pista e cruzar a linha de chegada em terceiro, mantendo a liderança do Mundial. Ao lado dos ingleses da McLaren, Lewis Hamilton e Jenson Button, que fizeram dobradinha, ele também falou a respeito do assunto.

“Nós dois estávamos lado a lado, em altíssima velocidade. É uma pena para a equipe. Talvez o Vettel tenha virado rápido demais, mas são coisas que podem acontecer. Infelizmente, nós estávamos na frente, mas isso acontece”, comentou o piloto australiano, em tom igualmente político.

Formula 1

Os dois primeiros terços do GP da Turquia indicavam uma corrida monótona, com trocas de posições apenas nos boxes. Os carros da RBR e da McLaren andavam muito próximos, mas sem tentarem nada mais ousado. Tudo isso até a freada para a curva 12, na 40ª volta. Sebastian Vettel, que vinha em segundo, tentou a ultrapassagem. Mark Webber defendeu corretamente, mas o alemão voltou com o carro para cima do australiano e os dois bateram. Com a confusão, a vitória caiu no colo de Lewis Hamilton, que ainda se defendeu de forma belíssima de um ataque de Jenson Button. O atual campeão completou a dobradinha da McLaren em segundo.

Webber, que voltou à pista e teve de fazer um pit stop extra para trocar a asa dianteira, ainda conseguiu a terceira posição da corrida. Já Vettel abandonou no mesmo momento, na curva 12. Irritado, o alemão saiu do carro fazendo gestos de que o colega de equipe era maluco e chegou aos boxes se negando a dar entrevistas. Após alguns minutos no motorhome, voltou, falou com os jornalistas, mas manteve uma postura mais defensiva, talvez alertado por algum dirigente.

Vettel, RBR, faz sinal de maluco para Mark Webber depois da  batidaSebastian Vettel, da RBR, chama Mark Webber de maluco após o acidente (Foto: reprodução Rede Globo)

Felipe Massa, que largou em oitavo, lucrou com a confusão das RBRs e chegou em sétimo, uma posição à frente do companheiro Fernando Alonso, o oitavo. O espanhol saiu em 12º e ganhou posições nos boxes. A cinco voltas do fim, foi ousado e ultrapassou Vitaly Petrov, da Renault, com direito até a um toque, que furou o pneu do russo.

Os outros brasileiros acabaram fora da zona de pontuação. Rubens Barrichello, com a Williams, perdeu cinco posições na largada e acabou apenas em 14º. Lucas di Grassi, da VRT, chegou a disputar com os carros da Hispania e acabou no 19º e penúltimo lugar. Já Bruno Senna, que fazia uma ótima corrida para os padrões de sua péssima equipe, acabou tendo de abandonar a prova por causa de um problema mecânico.

A corrida

Os carros saíram para a volta de apresentação com sol forte no circuito de Istambul, mas a meteorologia já começava a reportar a chegada de nuvens carregadas. Na largada, Mark Webber manteve a ponta com tranquilidade e Sebastian Vettel assumiu a segunda posição, superando Lewis Hamilton. Só que o alemão ficou à frente por apenas duas curvas: o inglês recuperou o posto rapidamente.

Jenson Button também perdeu a quarta posição para Michael Schumacher na largada, mas conseguiu recuperá-la ainda na primeira volta. O inglês passou o alemão por fora na freada para a curva 13 e colou nos três primeiros colocados. Os pilotos da Ferrari apenas mantiveram suas posições: Felipe Massa ficou em oitavo e Fernando Alonso, em 12º.

Com a vantagem do duto aerodinâmico, Hamilton se aproximava rapidamente de Webber nas retas, mas o australiano conseguia se livrar do assédio nas curvas. Vettel, em terceiro, mantinha-se muito próximo dos dois primeiros, para tentar ganhar a posição nos boxes. Massa, em oitavo, e Alonso, em 12º, não conseguiam superar os carros imediatamente à frente.

A situação manteve-se inalterada até o início da rodada dos pit stops. Vettel foi o primeiro dos ponteiros a fazer a parada, na 15ª volta. Na passagem seguinte, Webber e Hamilton, que disputavam a primeira posição, entraram nos boxes juntos. O australiano saiu com tranquilidade, mas a McLaren se enrolou com uma das rodas do carro do inglês e ele acabou superado pelo alemão da RBR, caindo para terceiro. Button parou na 18ª e manteve a quarta posição.

Em meio à ameaça de chuva, que começava a aparecer nos computadores das equipes, os quatro se mantiveram nas mesmas posições, sem ameaças, até a 38ª volta, quando Vettel tomou a decisão de atacar o companheiro Webber. Após duas voltas de pressão, o alemão tentou a manobra no fim da 40ª volta, na reta que antecede a curva 12. O australiano defendeu, mas o colega de RBR jogou seu carro para o lado de dentro e provocou o choque. Hamilton e Button, que vinham logo atrás, lucraram e herdaram as duas primeiras posições.

O alemão abandonou a corrida ali mesmo, mas Webber continuou, mesmo com a asa dianteira danificada. O australiano teve de fazer uma parada extra na 43ª, onde trocou o aerofólio e os quatro pneus. Ele voltou com boa velocidade, mas tinha mais de 30 segundos de desvantagem para a dupla da McLaren, que disputava a primeira posição.

Sempre colado em Hamilton, Button tentou uma ultrapassagem na 49ª volta, no mesmo lugar do acidente de Webber e Vettel: a freada para a curva 12. O atual campeão colocou o carro por fora, o companheiro defendeu, mas Button ficou à frente na última curva. Na reta, Hamilton voltou para a primeira posição após tracionar melhor e conseguir mais velocidade.

Após a disputa, a McLaren mandou que seus dois pilotos economizassem combustível, para evitar um abandono e uma disputa mais ríspida. A dose de emoção das últimas voltas ficou com a disputa entre Alonso e Petrov pela oitava posição.  A três da bandeirada, o espanhol tentou a manobra nas primeiras curvas do circuito e os dois acabaram se tocando. O russo levou a pior, com um pneu furado, e caiu para a 15ª posição. Com isso, o bicampeão ficou apenas uma posição atrás do colega Massa, que terminou em sétimo após uma corrida discreta.

Com tranquilidade, Hamilton e Button completaram a corrida e asseguraram a dobradinha da McLaren. Após tentar se aproximar, Webber chegou em terceiro, 24 segundos atrás do vencedor.

Resumo do dia na Formula 1

De fato sem mais delongas, o grid acabou da seguinte maneira:

1 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – 1m26s295
2 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – 1m26s433
3 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 1m26s760
4 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – 1m26s781
5 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – 1m26s857
6 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1m26s952
7 – Robert Kubica (POL/Renault) – 1m27s039
8 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 1m27s082
9 – Vitaly Petrov (RUS/Renault) – 1m27s430
10 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – 1m28s122

Eliminados na segunda parte do treino classificatório:
11 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – 1m27s525
12 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 1m27s612
13 – Pedro de la Rosa (ESP/Sauber-Ferrari) – 1m27s879
14 – Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) – 1m28s273
15 – Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – 1m28s392
16 – Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) – 1m28s540
17 – Nico Hulkenberg (ALE/Williams-Cosworth) – 1m28s841

Eliminados na primeira parte do treino classificatório:
18 – Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes) – 1m28s958
19 – Jarno Trulli (ITA/Lotus-Cosworth) – 1m30s237
20 – Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Cosworth) – 1m30s519
21 – Timo Glock (ALE/VRT-Cosworth) – 1m30s744
22 – Bruno Senna (BRA/Hispania-Cosworth) – 1m31s266
23 – Lucas di Grassi (BRA/VRT-Cosworth) – 1m31s989

24 – Karun Chandhok (IND/Hispania-Cosworth) – 1m32s060

Será q amanhã teremos como lider do campeonato o australiano Webber? Será que o espanhol Fernando Alonso irá surpreender? E Massa? E Vattel?

Tudo isso amnhão, aqui no BlogCarBR.

Mark Webber voa na Turquia e marca a sétima pole da RBR na temporada



O sétimo treino classificatório da temporada, na Turquia, tinha um cenário familiar para Mark Webber. Afinal, como em suas três poles em 2010, o australiano não tinha se destacado nos treinos livres. E, pela quarta vez no ano, a terceira seguida, o líder do campeonato vai largar na primeira posição do grid de largada. De quebra, ainda conseguiu a sétima pole para a RBR, que ainda teve o alemão Sebastian Vettel em terceiro, após um erro em sua última volta.

Entre os dois carros da equipe austríaca sai o inglês Lewis Hamilton, que chegou a ameaçar a pole de Webber em sua última volta. O piloto da McLaren marcou as melhores parciais do treino no primeiro e no terceiro trechos, mas deixou a desejar no segundo e acabou 138 milésimos atrás do australiano, na segunda posição em Istambul.


Felipe Massa, maior vencedor do GP da Turquia, não conseguiu um bom desempenho no treino classificatório e larga apenas na oitava posição do grid de largada. O brasileiro da Ferrari, ao menos, superou o companheiro Fernando Alonso, que não conseguiu uma vaga na superpole. O espanhol cometeu mais um de seus erros na temporada e perdeu a volta rápida com os pneus macios na segunda parte. Ele sai apenas em 12º neste domingo. A corrida está marcada para as 9h (de Brasília), com transmissão ao vivo da Rede Globo.

– O carro não teve problemas. Eu é que não fui rápido o suficiente – lamenta Alonso.

O brasileiro Rubens Barrichello, da Williams, larga em 15º após ser eliminado na segunda parte do treino classificatório. Já Bruno Senna caiu outra vez na primeira fase, mas parece ter conseguido ao menos alguma evolução. O brasileiro da Hispania escapou da última fila e vai largar em 22°, após superar o compatriota Lucas di Grassi, da VRT, que ficou apenas em 23º no grid em Istambul, à frente apenas do indiano Karun Chandhok.

Formula 1 – Treino classificatório/ Q3

Q3

Excessão feita ao japonês Kamui Kobayashi, todos foram para a pista bem cedo, sendo que Hamilton até tentou fazer o melhor tempo na sua primeira tentativa mas foi superado por Webber com 1’26″542, 3 centésimos de segundo mais rápido que o inglês. Vettel foi o terceiro com Button em quarto seguido de Schumacher, Rosberg, Kubica, Massa e Petrov.

Quando todos se recolheram, Kobayashi foi para a pista e treinou praticamente sozinho, o que não foi suficiente para tirá-lo da décima posição no grid.

Faltavam apenas 2 minutos quando todo mundo foi tentar uma melhor posição no grid, já que eles esperavam ou as condições ideais de pista ou o limite do tempo. Webber foi o primeiro a marcar tempo e logo já garantiu sua pole position com 1’26″295 e, ao não ser superado por Hamilton, já pôde comemorar pois seu principal rival nessa disputa, o alemão Sebastian Vettel, cometeu um erro logo na curva 1 e recolheu para os boxes.


Felipe Massa era apenas o oitavo e chegou a perder posição para Petrov, que ele recuperou em seguida. Ele dividirá amanhã a quarta fila com o polonês Robert Kubica, o sétimo colocado. Schumacher e Rosberg dividem a terceira fila com vantagem para o heptacampeão do mundo e a segunda fila além de Vettel tem o inglês Jenson Button.

Já com o cronômetro zerado, quando tentava melhorar seu tempo, o alemão Michael Schumacher perdeu a traseira do carro na temida curva 8 e foi parar na caixa de brita não conseguindo levar o carro para os boxes.

A largada para o Grande Prêmio da Turquia, sétima etapa do mundial 2010 de Fórmula-1 acontece amanhã as 9 da manhã (de Brasília) e a transmissão ao vivo para o Brasil será feita pela Rede Globo de Televisão.

Formula 1 – Trieno classificatório/ Q2

Q2

Dessa vez o alemão Sebastian Vettel foi para a pista logo de cara para garantir a primeira posição mas logo na sequência ele foi superado pelo inglês Lewis Hamilton com 1’27″013, o melhor tempo do dia até então. Webber se colocou em segundo lugar mas o alemão continuou na pista até garantir o primeiro lugar.

A sessão foi um pouco menos movimentada pois praticamente todos os pilotos deixaram para fazer suas voltas no final, mesmo aqueles que estavam em maus lençóis, como Alonso. Para se ter uma ideia, quando faltavam apenas quatro minutos para o fim do Q2 apenas Schumacher estava na pista tentando melhorar seus tempos.

Alonso era o décimo primeiro quando foi para a pista e na sua primeira tentativa ele perdeu completamente o ponto de freada na curva 3 e isso fez com que ele perdesse a volta. Tendo apenas mais uma chance ele não conseguiu melhorar sua volta e acabou eliminado. O espanhol não colocou a culpa no carro e afirmou à imprensa espanhola que ele próprio não foi suficientemente mais rápido.

Dessa forma foram eliminados no Q2 Hulkenberg, Alguersuari, Barrichello, Buemi, De la Rosa, Alonso e Sutil. No pelotão da frente Webber e Vettel duelaram pela primeira posição com vantagem para o alemão que conseguiu 1’26″729 deixando para trás na sequência, além de Webber, Hamilton, Rosberg, Massa, Button, Kubica, Kobayashi e Schumacher, os dez que passaram para o Q3.

  • Digite seu E-Mail aqui:

    Junte-se a 2 outros seguidores

  • Calendário

    maio 2010
    D S T Q Q S S
    « abr   jun »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031