Formula 1: A corrida

Webber começou mal e depois ainda sofreu grave acidente, mas passa bem.

Atual vice-campeão do mundo, Sebastian Vettel conquistou neste domingo sua segunda vitória no ano. Sem perder a ponta em nenhum momento, o alemão da Red Bull cruzou a linha de chegada do GP da Europa seguido por Lewis Hamilton e Jenson Button, ambos da McLaren. Rubens Barrichello foi o quarto colocado.

Independente do resultado, a nona etapa da temporada 2010 ficará marcada pelo impressionante acidente de Mark Webber na nona volta. Ao tentar ultrapassar Heikki Kovalainen, o australiano pegou o vácuo da Lotus e bateu na traseira do finlandês, alçando voo.

O Red Bull então girou em torno do próprio eixo, caiu de ponta cabeça no chão e virou de novo antes de bater com violência na barreira de pneus. Após alguns segundos dentro do carro, o ex-líder do Mundial saiu andando do carro, aparentemente sem ferimentos.

Este foi o segundo acidente do tipo visto neste domingo no circuito de rua de Valência. Na segunda prova da GP2, na manhã espanhola, o tcheco Josef Kral acertou a traseira de Rodolfo González e também girou no ar, quase acertando uma placa de publicidade. Com dores nas costas e no braço direito, ele foi levado ao hospital.

Webber estava atrás de uma Lotus devido à péssima largada que fez, caindo do segundo para o nono lugar. Para tentar recuperar as posições, ele mudou sua estratégia e parou nos boxes na volta oito a fim de colocar pneus duros. A Red Bull ainda se atrapalhou na troca de compostos e ele perdeu mais tempo, voltando no fundo do grid.

Grandes beneficiados pelo mau começo de Webber, Fernando Alonso e Felipe Massa estavam respectivamente em terceiro e quarto no momento do acidente. Com a entrada do safety car na pista, a maioria dos pilotos foi para os boxes, mas os ferraristas ficaram presos atrás do carro de segurança e fizeram o pit stop tarde, perdendo muitas posições.

Em uma pista que permite poucas ultrapassagens, a falta de sorte acabou com qualquer possibilidade de pódio de ambos. Assim, o espanhol foi apenas o nono, enquanto o brasileiro ficou em 14º, não pontuando pela segunda prova consecutiva – curiosamente, esta foi a primeira vez que o filho de Massa, Felipinho, acompanhou o pai nos boxes.

Um dos poucos a não entrar nos boxes, Kamui Kobayashi saltou para o terceiro lugar na relargada. Ele se manteve no pódio até a volta 53, quando precisou entrar nos boxes devido à obrigação de usar os dois tipos de pneus. Jogado para o pelotão intermediário, ele ainda ultrapassou Alonso e Sebastien Buemi antes de terminar em sétimo.

Lewis Hamilton, por sua vez, só garantiu o pódio graças a sua competência e a boa estratégia da McLaren. Punido com um drive-through por ter ultrapassado o safety car, o inglês passou pelos boxes na volta 28 e ainda assim voltou em segundo lugar. No entanto, o tempo perdido acabou com qualquer chance de vitória dele.

Longe de ser a equipe que faturou sete títulos de construtores e seis de pilotos entre 1963 e 1978, a Lotus não tem motivos para comemorar seu 500º Grande Prêmio: além do abandono de Kovalainen, Jarno Trulli se arrastou na pista e, após parar duas vezes nas cinco primeiras voltas com problemas mecânicos, não teve como escapar do último lugar.

Schumacher, 16º, não teve motivos para se divertir na sua estreia em Valência: foi o pior resultado dele desde o retorno à Fórmula 1

Outros brasileiros na pista, Lucas di Grassi foi o 17º colocado e Bruno Senna, o 20º. Michael Schumacher, que entrou duas vezes nos boxes durante o safety car apenas para cumprir a obrigatoriedade de usar os dois tipos de pneus, viu sua estratégia naufragar e foi apenas o 16º.

O resultado da prova ainda pode sofrer alterações porque nove carros, Button, Barrichello, Nico Hulkenberg, Pedro de la Rosa, Adrian Sutil, Vitantonio Liuzzi, Timo Glock e Robert Kubica estão sendo investigados supostamente por terem andando mais rápido que o safety car antes da relargada.

Mundial

Com o resultado deste domingo, Lewis Hamilton ampliou sua vantagem na liderança do Mundial de Pilotos. Ele agora soma 127 pontos, contra 121 de Button. Vettel, por sua vez, pulou do quinto para o terceiro lugar, com 115.

Webber, que não pontuou, é o quarto (103), seguido por Fernando Alonso (96). Felipe Massa é apenas o oitavo, com 67, enquanto Barrichello está em 11º, com 19. Bruno Senna e Lucas di Grassi não pontuaram.

A próxima corrida da Fórmula 1 será no dia 11 de junho, em Silverstone (Inglaterra).

________________________________

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s